quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Bem vindo 2011

...



Passado a correria do Natal, começam as reflexões do ano que vai embora. Temos a tendência de começar a pesar uma coisa aqui, outra coisinha ali... O que tem que ser feito é levantarmos um bom brinde e nos alegrarmos com as coisas boas que nos aconteceram, lembrarmos com carinho de tudo e todos que passaram e participaram das nossas vidas. E celebrarmos muito a chegada do novo ano. Afinal, ele traz consigo uma gama de possibilidades para fazermos coisas maravilhosas. Como sempre, está tudo nas nossas mãos. 2011 nos oferece a possibilidade do recomeço. Podemos escolher sermos felizes, sermos bons. Podemos escolher sermos gentis, solidários, generosos. Podemos fazer com que esse ano seja inesquecível, memorável.
E do ano que está partindo, tragamos apenas as boas lembranças e as lições que aprendemos, para que, assim, melhoremos o nosso futuro. Que prósperos e felizes sejam nossos dias!

Agradeço com muito carinho à todos vocês que por aqui passaram em 2010 e que aqui deixaram um pedacinho seu.
Um brinde à 2011. Desejo à todos boas escolhas, muita saúde, felicidade, sorte, amor. E dinheiro também, afinal, ninguém é de ferro hehehehe.



Feliz Ano Novo!! Tim tim!!!








...

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Feliz Natal

>>>




Desejo à todos os queridos amigos que visitam a Casinha
um Natal maravilhoso, mesa farta e que fartos também sejam seus corações: fartos de alegria, de fé e harmonia. E eu digo Harmonia mesmo, não apenas a palavra que vem impressa nos cartões de Natal, mas o sentimento que nos proporciona um bem estar único, nos enche de serenidade e esperança e nos faz acreditar que podemos fazer do mundo um lugar melhor para viver.
Nessa noite mágica, distribuam fartos e sinceros abraços, celebrem muito e sejam felizes.





Feliz Natal!!!




...

sábado, 18 de dezembro de 2010

História do Natal: origem, Papai Noel e suas roupas, chaminé...

...

Adoro com tudo fica bonito em dezembro. Aqui no sul tudo fica bem enfeitado para o Natal: lojas, casas, ruas, praças e até mesmo as janelas dos apartamentos são decoradas.
Mas, apesar de achar tudo muito lindo, eu me sinto um pouco triste nessa época. Acho que é pelo final do ano que vem vindo, sei lá. Escapo ao máximo da loucura de dezembro e procuro pensar mais no verdadeiro espírito da época, que é compartilhar, doar.
Navegando (xeretando) internet afora, pesquisei alguns dados sobre a história de Natal e repasso aqui nesse post algumas coisas legais que encontrei sobre o Natal.



Origem: Foi somente no século IV que o 25 de dezembro foi estabelecido como data oficial de comemoração. Na Roma Antiga, o 25 de dezembro era a data em que os romanos comemoravam o início do inverno.
Embora tradicionalmente seja um feriado cristão, o Natal é comemorado por muitos não-cristãos, sendo que alguns de seus costumes populares e temas têm origens pré-cristãs ou seculares.
Segundo estudiosos, a data de 25 de dezembro não é a data real do nascimento de Jesus. A Igreja entendeu que devia cristianizar as festividades pagãs que os vários povos celebravam por altura do solstício de Inverno. Portanto, o dia 25 de dezembro foi adotado para que a data coincidisse com a festividade romana dedicada ao "nascimento do deus sol invencível", que comemorava o solstício de inverno. Esse dia era tido também como o do nascimento do misterioso deus persa Mitra, o Sol da Virtude. Em vez de proibir as festividades pagãs, a igreja forneceu-lhes uma linguagem cristã (*** é a velha lei da adaptação: se você não pode com eles, junte-se a eles rsrsrsrsrs).




- Papai Noel: A figura do bom velhinho foi inspirada num bispo
chamado Nicolau, que nasceu na Turquia em 275 d.C (mais tarde, canonizado São Nicolau). Sendo um homem de bom coração, costumava ajudar as pessoas pobres, deixando saquinhos com moedas próximas às chaminés das casas. Sempre oferecia presentes aos pobres e salvava marinheiros vítimas de tempestades. Por essas e por outras, São Nicolau virou o padroeiro das crianças e dos marinheiros. A “fama” que ele ganhou por dar presentes às crianças chegou aos Países Baixos pelos marinheiros do país que o conheceram e espalhou-se pelo mundo.





Entrando pela Chaminé: Há várias curiosidades sobre a entrada de Papai Noel ser feita pela chaminé.
Alguns estudiosos defendem que se deve ao fato de que várias pessoas tinham o costume de limpar as chaminés no Ano Novo para permitir que a boa sorte entrasse na casa durante o resto do ano.
Já na Finlândia, os antigos lapões viviam em pequenas tendas que pareciam iglus e que eram cobertas com pele de rena. A entrada para essa “casa” era feita em um buraco no telhado (*** uau, que prático, hein? kkkkk).



- Roupas do Papai Noel: Antigamente, ele usava cores que tendiam mais para o marrom e costumava usar uma coroa de azevinhos na cabeça.
Em 1931, em uma campanha publicitária, a Coca-Cola mostrou o Papai Noel com o mesmo figurino criado pelo cartunista alemão Thomas Nast em 1886 na revista Harper’s Weeklys, com cinto preto e roupa vermelha e branca, já que essas eram a cores do refrigerante. A campanha publicitária fez um grande sucesso. Apesar da Coca-Cola ter contribuído para difundir e padronizar a imagem actual, não é responsável por tê-la criado.





- Árvore de Natal: Acredita-se que esta tradição
começou em 1530, na Alemanha, com Martinho Lutero. Lutero reproduziu com galhos de árvore, em sua casa, a beleza dos pinheiros cobertos de neve que viu enquanto caminhava pela floresta. Além das estrelas, algodão e outros enfeites, ele utilizou velas acesas para mostrar aos seus familiares essa bela cena que havia presenciado.
Esta tradição foi trazida para o continente americano por alguns alemães, que vieram morar na América durante o período colonial.



- Presépio:
No ano de 1223, São Francisco, no lugar da tradicional celebração do natal na igreja, festejou a véspera do Natal com os seus irmãos e cidadãos de Assis na floresta de Greccio. São Francisco começou então a divulgar a idéia de criar figuras em barro que representassem o ambiente do nascimento de Jesus. Já no século XVIII, a recriação da cena do nascimento de Jesus estava completamente inserida nas tradições

de Nápoles e da Península Ibérica.
Neste mesmo século, vindo de Nápoles, o hábito de manter o presépio com figuras de barro ou madeira difundiu-se por toda a Europa e de lá chegou ao Brasil.









pesquisa:
http://www.diocesearacatuba.com.br/
http://vintageimagesepostais.blogspot.com/
http://wikipedia.org

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Mina trabalhando com o papai e Níver do Johhny

..


pescoço gordinho kkkkkkk

rabinho de vírgula


carinha linda da mamis

Toda vez que o Ricardo termina de fazer uma maquete e a traz até em casa a Mina estaciona ao lado dela e... congela. Cheira, olha, cheira de novo. Parece que brinca de estátua rsrsrsrsrs. Fica um amor, sentadinha do lado. Já o Johnny... Com ele não dá pra vacilar. Se ele puder, ele desaparafusa o acrílico e vai pra dentro da cobertura da maquete, de tão xereta que é aquele gatinho safado kkkk.


Essa maquete da foto está indo para a África - trabalho muito bonito de Ricardo.

A Mina se empolga é com a caixa de papelão que o Ricardo faz para o transporte da maquete. Parte pra dentro dela e ou dorme a valer ou fica de tocaia, esperando pra saltar no primeiro desatento que passar.
Eu brinco que, apesar da Mina não sair de dentro de casa, os pêlos dela já viajaram pelo mundo afora nessas caixas de papelão, já foram a muito mais lugares que eu kkkkkkkkkkk.


*** Dia 07 de dezembro o Johnny fez 3 aninhos. Tem a mesma idade do Miguel da Aninha - Anjogatos -, e pelo que ela comenta, além da idade eles compartilham o talento para travessuras. Saúde e felicidades sempre, querido Johnny!!


(Johnny pequeninho, em 2008 no colo do meu pai; em 2009 ganhando colo da Marina; agora, em 20010 no colo da minha mãe)

Achei esse poeminha navegando uma noite dessas. Mas o Johnny dos meus pais não é tão quietinho quanto o do poema. Não mesmo.



"Johnny
meu companheiro
quietinho
de nome americano
dorme bem quentinho
durante todo o ano
Johnny, Johnny
meu querido bichano"
Leninha

>>>



quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Ajudante(?) de Natal

.

glitters




Minha ajudante teve uma eficiência duvidosa: na hora de montar a árvore de Natal, eu arrumava de um lado e minha ajudante (des)arrumava do outro. Isso sem contar quando fugiu (muuuuiitas vezes) carregando enfeites na boca. E quando cansou, deitou pra dormir por cima de tudo o que conseguiu acomodar embaixo do seu mini corpinho.


Não se deixem enganar pela cara de inocente que Mina fez na hora da foto: depois de posar, se espreguiçou, chacoalhou a árvore e derrubou enfeites pela milionésima vez.
Aliás, ter árvores de Natal que "sambam" é um privilégio que só quem tem gatos em casa pode usufruir kkkkkkkk.


(Que ela não saiba, mas a verdade é que adoro muito essa bagunça).


=^;^=

*** Atualizado às 19:30 hs
Hoje estou fazendo 21 anos de casamento. Te amo Ricardo!

PALAVRAS VELHAS

Sente-se aqui,
Vamos conversar;
Mesmo que tudo tenha sido dito
E todas as palavras sejam velhas
Entre nós dois.
Mas, nesta saudade de hoje,
Deixe que eu me engane
E como se fossem coisas novas
Diga tudo de novo
Para você.

Wilson Mello Filho


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...